No debate candidato do PSDB estava visivelmente inseguro. Mercadante esteve tranquilo.

agosto 18, 2010

Por Izabela Freitas

Em um apanhado geral das notícias, fica claro que o candidato do PT, Aloízio Mercadante (@Mercadante) teve mais uma vez uma conduta serena e segura durante o debate que aconteceu na última terça-feira (17) pelo site da Folha/UOL.

Mercadante reafirmou suas propostas de trazer o Estado de São Paulo para o futuro, e foi contundente em seus depoimentos. Mesmo quando questionado por um internauta que fez uma pergunta com um tempo maior do que o tempo que constava nas regras do site; sobre a discordância com Sarney, o candidato não perdeu a segurança e respondeu com coerência.

O candidato do PT também foi questionado sobre as pesquisa de votos, e mais uma vez respondeu com firmeza e honestidade, que as eleições estão apenas começando e que espera que os eleitores do Estado de São Paulo votem pela mudança.

O candidato do PSDB Geraldo Alckmin, foi o candidato mais pressionado durante o debate todo. Aloízio Mercadante e Celso Russomanno apontaram as maiores falhas do governo atual e propuseram novas medidas para corrigir as falhas do PSDB, que já está há 16 anos no controle. O candidato do PSDB estava visivelmente inseguro e algumas vezes chegou a responder determinadas perguntas quando já haviam sido feitas na rodada anterior do debate.

O candidato do PSDB chegou a comentar que estava sendo pressionado pelos colegas de debate, e não respondeu com clareza as perguntas feitas pelos internautas. O destaque foi quando um internauta perguntou se Alckmin matricularia seus filhos na escola pública, e o candidato saiu pela tangente e não respondeu a pergunta do internauta.

E ao ser questionado pelo Jornalista Josias de Souza sobre o caso ALSTON, Geraldo do PSDB titubeou e não diz porque não olhou com a devida atenção as denúncias contra a empresa. Apenas afirmou que os culpados serão punidos pelas irregularidades.

Celso Russomano, candidato do PP, fez um debate firme questionando as demoras de atendimento na saúde, e disse que uma de suas medidas consiste na melhoria de salário para valorizar a carreira dos policiais. Além disso, juntamente com Mercadante, Russomano também aproveitou o debate para apontar as falhas do governo atual, que teve 16 anos para fazer tudo o que não foi feito.

Anúncios